marcelo marmelo martelo capa

Marcelo, Marmelo, Martelo, de Ruth Rocha

Marcelo, Marmelo, Martelo, de Ruth Rocha

Marcelo, Marmelo, Martelo

por Daisy Carias, do blog parceiro A Cigarra e A Formiga

Ruth Rocha é um dos nomes mais importantes da literatura infantil brasileira, e não há quem não a conheça. Em 2014 ela completou nada menos que 45 anos de carreira – são mais de 12 milhões exemplares vendidos nesse tempo todo. O mais conhecido de seus livros é esse aqui: Marcelo, Marmelo, Martelo, que fez parte da minha infância e da infância de muitos amigos – e agora volta e meia eu tiro da prateleira para reler com o Francisco.

O livro traz três histórias curtas, mas a que todo mundo lembra é mesmo a primeira delas, a história do Marcelo. Ele é um menino curioso com as palavras – vive intrigado perguntando porque tal coisa se chama assim e não assado, porque seu nome é Marcelo e não martelo ou marmelo. Então ele começa a chamar as coisas pelo nome que acha que elas deveriam ter: travesseiro deveria ser cabeceiro, colher deveria se chamar mexedor. A família se bate para entender o rapazinho, mas vão se virando e se divertindo com toda aquela criatividade.

As outras duas histórias do livro são também sobre crianças e suas manias – a Teresinha e Gabriela fala de duas meninas muito diferentes que se tornam grandes amigas; O Dono da Bola conta a história de Caloca, um menino um tanto quanto enjoado que aprende uma bela lição. A cópia que temos aqui em casa é da primeira edição ainda, porque era a minha de quando pequena, lida e relida diversas vezes. Mas desde 2012 há uma nova edição do livro, com ilustrações novas, dessa vez de Mariana Massarani, mais detalhadas, coloridas e divertidas.

Marcelo, Marmelo, Martelo, de Ruth Rocha. Editora Salamandra.
Assista Fafá conta Marcelo, Marmelo, Martelo 🙂

Inscreva-se e curta!

veja também