um dia um rio

Como falar do desastre do Rio Doce para crianças – Um dia, um rio

Uma tragédia retratada com beleza

Leo Cunha, autor de Um dia, um rio, foi convidado pela editora Pulo do Gato para escrever um livro infantil sobre o desastre do Rio Doce. E é com um poema lindo e emocionante que ele dá voz ao rio, que conta sua história em primeira pessoa.

O desastre do Rio Doce, escrito para crianças

De forma poética, ele fala sobre a influência do rio na sua cidade. Sobre como os pescadores se enchiam de histórias, as florestas se refrescavam e as crianças brincavam. A gente vai se enchendo de beleza com a vida e a importância daquele Rio, que era Doce. Até que o desastre acontece e ele se torna amargo. Um rio de lama, chumbo e cromo.

um dia um rio

As ilustrações de André Neves são fortes, expressivas, nos tocam profundamente e dão ainda mais força à história. Um dia, um rio é um trabalho incrível, lindo e carregado de sentimento.

Como já sabemos, o rio morre. Ele fica triste e não tem como a gente não ficar triste junto lembrando de toda a tragédia e das vidas afetadas. A natureza e o rio choram. E a gente chora também, ao ler e se lembrar.

Mas, como a esperança é a última que morre, ela está bem viva no final do livro. Que é lindo, já falei, né?

E você vai contar essa história, Fafá?

Eu te respondo: siiiim!

Como foi amor à primeira lida, desde que conheci o livro que quero contá-lo. Então anotem na agenda: sábado, dia 12 de agosto, vai ter Fafá conta “um dia, um rio” no canal!

ATUALIZADO: Assista aqui!

***

Gosta do meu trabalho? Seja um apoiador!

Seja um Fafã e receba por emails as novidades do blog, ofertas de livros infantis e atualização da minha agenda de contações ao vivo. 🙂

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Inscreva-se e curta!

veja também