céu menino - capa

Céu menino – livro de poemas sobre a poesia celestial

A poesia do céu (ou no céu?)

Eu sou uma apaixonada pelo céu! Adoro olhar pra cima e contemplar a imensidão de uma noite estrelada ou um dia de céu limpo e azulado. Também aprendi a ver a graça naquele dia cinza e molhado, já sabemos que a chuva pode trazer um belo recado. Mas quem eu mais namoro nessa minha paixão são a Lua e o pôr do sol! Tem coisa mais linda que aquelas várias cores que tomam conta do céu por poucos minutos? Rosa, laranja, azul, verde… afff é muita poesia!

A lua <3

Foi por isso que me senti atraída por essa obra: “Céu menino“, de Alessando Riccioni, da editora Pulo do Gato.

O livro conta, através de diversos poemas cheios de rimas e ritmo, o ciclo de um dia do céu, como se ele fosse um menino (tu-dum-tsh). Começa saudando um lindo dia que chega, fala das diferentes sensações que o sol causa, do encontro de céu e mar num texto muito rico.

O dia que começa transformado em poema

Já naquela primeira folheada, pra ter uma ideia do jeitão dele, me encantei pelas ilustrações de Alicia Baladan! Meio surreais, numa paleta de cores aconchegante.

universo do céu

Uma obra que retrata o universo num céu azul cor de cobalto. A ilustração mostra um céu a ser explorado. Vai dizer que não é lindo?! Tem um clima também de sonho e viagem, uma obra pra mergulhar e se sentir nas nuvens.

Céu pra brincar
 Essas duas páginas me lembraram da música “hoje é domingo, pede cachimbo…”. O poema parece ter o mesmo ritmo. As ilustrações também ajudam a gente a entrar no clima dessa brincadeira e fazem pensar: talvez o céu não esteja “lá em cima”, mas nos envolvendo o tempo todo… pirei muito? Talvez! Mas contemplar a imensidão celeste nos permite viajar nas ideias, assim como esse livro lindo!
Salvar

Inscreva-se e curta!

veja também